Head Office - Sydney

Level 21, 133 Castlereagh St
Sydney NSW 2000 Australia

T. +61 (02) 8076 6018

E. info@360degree.agency

S. info.360degree

Opening Hours

Segunda - Sexta 9am - 5pm

360 Degree - Brisbane

Level 3, 150 Edward St
Brisbane QLD 4000 Australia

T. +61 (07) 3012 9257

E. info@360degree.agency

S. info.360degree

Opening Hours

Segunda - Sexta 1pm - 5pm

Sete dicas para fazer seu perfil no LinkedIn se destacar no mercado australiano

 

Já faz tempo que ter um perfil no LinkedIn era apenas coisa de quem trabalha em grandes empresas. Hoje, se você é um profissional ativo no mercado de trabalho é quase uma obrigação ter a sua página no site. Não acredita?! Pois saiba que somente na Austrália, existem mais de 10 milhões de usuários do LinkedIn, que variam de estudantes a profissionais e executivos seniores. Ou seja: se você quer trabalhar no mercado australiano, você precisa estar lá! 

Quer você tenha começado a estudar recentemente ou esteja perto de se formar, ter um perfil no LinkedIn pode abrir as portas para muitas oportunidades de trabalho na Austrália – especialmente se você sonha em trabalhar na área. Por isso, para aumentar suas chances de sucesso na hora de conseguir o emprego dos seus sonhos, reunimos sete dicas de como desenvolver um perfil no LinkedIn para ajudá-lo a se destacar no mercado de trabalho australiano.

 

Por que você deve ter um perfil no LinkedIn?

 

Considere as plataformas de mídias sociais que você usa. Seja no Facebook ou Instagram, cada biografia, foto, postagem e comentário que você envia adiciona algo de positivo (ou negativo) à sua marca pessoal nas redes digitais. Dessa mesma forma, o LinkedIn permite que você construa sua marca profissional. Pense em seu perfil do LinkedIn como seu currículo virtual – com um toque pessoal.

É sabido que um recrutador leva apenas de 5 a 7 segundos para avaliar um currículo (chocante, né?!), portanto, ele precisa ser excelente. Aqui vale aquela máxima: a primeira impressão é a que fica. Seu perfil do LinkedIn deve mostrar claramente suas habilidades e experiência em poucos segundos. É realmente desafiador elaborar um currículo que se destaque na plataforma e isso vai exigir tempo e dedicação, mas que certamente será gratificante ver o resultado. 

Ter um perfil no LinkedIn também é importante para quem trabalha como Casual ou Freelancer. Na área de divulgação de vagas no site há uma seleção exclusiva de oportunidades para quem trabalha dentro desses perfis. 

A gente sabe que conquistar um trabalho bacana faz toda a diferença na sua experiência de intercâmbio na Austrália e que isso agrega bastante e abre portas – por aqui e, claro, no Brasil. Então aqui vão algumas dicas de como imprimir a sua marca pessoal no LinkedIn, as quais você deve usar ao configurar seu perfil.

 

Dica 1: sua seção de experiências profissionais

 

Ao adicionar sua experiência de trabalho, pense no emprego que deseja conquistar e no conjunto de habilidades necessárias para isso.

A primeira coisa a se fazer é começar lendo as descrições de cargos de seu interesse. Identifique as palavras-chave mais usadas e certifique-se de adicioná-las ao descrever os cargos que você ocupou anteriormente. Mantenha cada descrição curta e concisa. Em vez de ter um parágrafo longo que é intimidante de ler, dê um breve resumo de sua função e liste algumas de suas principais responsabilidades e realizações em 3-4 bullet points.

Outro detalhe importante: embora possa ser chato de fazer, você deve sempre atualizar seu perfil. Muitos profissionais adicionam apenas uma ou duas posições e nunca mais se preocupam em atualizar sua seção de experiência de trabalho quando atingem novos marcos profissionais. 

Aqui vai uma razão bem forte para te motivar a atualizar seu perfil constantemente: uma página no LinkedIn é visualizada até 29 vezes mais se houver vários cargos listados na seção de experiência. Ou seja: atualizar regularmente seu perfil é uma obrigação se você quer se destacar!

 

Dica 2: sua foto de perfil é muito importante

 

Você vai lá, cria todo o seu perfil, mas opta por não colocar uma foto mostrando o seu lindo rostinho, deixando aquele avatar cinza sem graça. Pois nada de bancar o tímido e deixar o perfil assim!  As estatísticas mostram que, simplesmente por ter uma foto, o perfil de um usuário no LinkedIn tem 14 vezes mais probabilidade de ser visto por outras pessoas. Isso mesmo!

E claro: as primeiras impressões contam! Então, lembre-se de que parecer profissional em sua foto de perfil é fundamental. Tire uma foto em close-up médio (ou seja, dos ombros para cima) com boa iluminação. Use uma roupa que você usaria no trabalho ou em uma entrevista de emprego. Evite fundos que distraiam e sorria (sim, pode sorrir!). O LinkedIn também possui uma variedade de filtros que você pode escolher para aprimorar a qualidade da imagem e manter uma aparência profissional, caso você queira fazer uso desses recursos.

 

 

Dica 3: Atenção aos cargos e títulos no seu perfil

 

Quando se trata do cargo, muita gente tende a colocar títulos genéricos como: ‘Estudante da Universidade X’. A má notícia é que isso não ajudará a destacar o seu perfil, ainda que a sua universidade esteja entre as melhores.

Em vez disso, tente mencionar sua experiência anterior ou aspiração de carreira, campo de estudo e quaisquer habilidades que você adquiriu. Certifique-se também de usar algumas das mesmas palavras-chave mencionadas na nossa primeira dica. Por exemplo, “Estudante de bacharelado em marketing com experiência em SEO, marketing digital e anúncios direcionados”. Aqui estão mais algumas dicas para otimizar seus títulos e cargos no LinkedIn!

A ideia é fazer uma versão detalhada do seu cargo e funções desempenhadas. Escreva uma descrição que resuma suas habilidades, experiências anteriores, realizações e metas ou aspirações futuras. Ao escrever isso, lembre-se de usar palavras-chave e pense em como você pode se diferenciar dos seus concorrentes.

 

Dica 4: personalize a URL do seu perfil no LinkedIn

 

Essa dica é mais simples de colocar em prática do que parece! Sugerimos que você inclua seu nome e sobrenome na URL do seu perfil no LinkedIn. Isso tornará mais fácil para os recrutadores encontrá-lo e lhe dará mais visibilidade. Ter um URL com seu nome também fará com que você pareça profissional e atento aos detalhes. Confira este artigo para aprender como personalizar o URL do seu perfil do LinkedIn!

 

Dica 5: liste suas habilidades

 

O LinkedIn permite que você adicione uma lista de skills, que são exibidas em seu perfil. No entanto, muitos usuários subestimam o valor desta seção e acabam deixando-a em branco.

Ao preencher esta parte do seu perfil, escolha suas habilidades mais relevantes com base em sua formação educacional e experiências profissionais prévias. Se estiver na dúvida do que preencher, você pode buscar perfis profissionais parecidos com o seu e então compará-los com as skills mais relacionadas à sua carreira. Dê uma olhada também nas descrições de cargos relevantes e identifique as habilidades mais populares e requisitadas para exercer a função. 

Depois de fazer sua pesquisa, escolha as habilidades que você tem ou que alcançará com sua educação e simplesmente adicione-as ao seu perfil. Recomendamos adicionar cerca de 5 a 6 habilidades.

 

Dica 6: utilize a função “disponível para trabalhos”

 

Se você está procurando trabalho, pode usar a função #OpenToWork do LinkedIn. Esse recurso permite que você sinalize para a comunidade do LinkedIn, especialmente para recrutadores, que você está aberto a oportunidades de emprego. Se você decidir compartilhar esse seu status de forma pública no LinkedIn, uma sinalização de #OpenToWork será adicionado à sua foto de perfil.

No entanto, se você está trabalhando ou estagiando atualmente, deve pensar duas vezes antes de usar esse recurso abertamente. A privacidade total não é garantida, portanto, ainda existe a possibilidade de os recrutadores de sua empresa perceberem que você está procurando trabalho em outro lugar e isso pode não pegar bem. Isso é ainda mais provável se você usar a moldura da foto de perfil com a tag #OpenToWork.

Além disso, os empregadores podem achar que alguém que está usando essa moldura está desesperado, o que se torna uma grande desvantagem. Leia este artigo para obter alguns insights sobre os prós e os contras do recurso #OpenToWork do LinkedIn.

 

Dica 7: Conheça os adicionais que farão a diferença no seu perfil do LinkedIn!

 

Quer turbinar ainda mais o seu perfil no LinkedIn? Aqui estão algumas coisinhas que você pode adicionar para ajudar a otimizar seu perfil do LinkedIn:

  • Uma boa carta de apresentação para colocar na sua bio do perfil;
  • Suas experiências de voluntariado;
  • Certificações ou cursos de curta duração concluídos ou em andamento;
  • Reconhecimentos acadêmicos ou profissionais;
  • Recomendações e referencias de seus colegas, professores ou chefes de trabalho/estágio (também é bacana retribuir e escrever de volta uma recomendação para a pessoa que te ajudou!);

E nada de achar que por que você é um estudante internacional na Austrália, você está em desvantagem. Muito pelo contrário! Esse é um grande diferencial e você deve fazer uso dele a seu favor mostrando todos os benefícios que você pode agregar a empresa! 

 

DICA EXTRA: Construa o seu perfil em inglês

 

A gente tá adicionando essa dica aqui apenas como um lembrete, pois ela é um pouco óbvia. Se você está buscando se destacar no mercado de trabalho australiano o seu perfil no LinkedIn precisa estar todo redigido em inglês e, claro, sem erros de ortografia e gramática (afinal, isso pode pegar mal para os recrutadores). Vale atenção redobrada na hora de redigir e fazer uso de aplicativos de redação em inglês para te ajudar nessa, além de pedir para aquele amigo fluente fazer uma revisão final. 

 

Gostou das nossas dicas? Se você quer aprimorar ainda mais seu currículo, não deixe de conferir o texto que preparamos com os principais erros cometidos por estudantes internacionais na hora de preparar o CV. 

Ah! E não esquece que toda semana tem lista de trabalho aqui no nosso site com vagas fresquinhas. Estamos aqui para te ajudar e ver você brilhar nessa Austrália!