Head Office - Sydney

Level 21, 133 Castlereagh St
Sydney NSW 2000 Australia

T. +61 (02) 8076 6018

E. info@360degree.agency

S. info.360degree

Opening Hours

Segunda - Sexta 9am - 5pm

360 Degree - Brisbane

Level 3, 150 Edward St
Brisbane QLD 4000 Australia

T. +61 (07) 3012 9257

E. info@360degree.agency

S. info.360degree

Opening Hours

Segunda - Sexta 1pm - 5pm

 

Benefícios que os estudantes internacionais trazem para o local de trabalho

 

O sonho de muitos estudantes internacionais que vem para a Austrália em um programa de intercâmbio de estudo e trabalho é ter uma experiência profissional por aqui. Mas a tentativa de ingressar no mercado de trabalho australiano pode ser uma tarefa um pouco desafiadora para muitos intercambistas. Calma! A boa notícia é que existem muitas evidências que comprovam que alunos internacionais podem trazer uma série de benefícios  para uma empresa. 

É comprovado que empresas que possuem times diversos e são inclusivas (o que significa que aceitam a diversidade em todas as formas: diversidade de cultura, religião, gênero e assim por diante) têm 19 vezes mais probabilidade de terem funcionários satisfeitos e felizes em seus ambientes de trabalho, de acordo com a pesquisa Inclusion@Work Index realizada pelo Diversity Council of Australia

Além disso, existe um gap de qualificação em muitas áreas do mercado de trabalho australiano, as quais podem ser preenchidas por estudantes internacionais qualificados, talentosos, inovadores e criativos – e você pode ser um deles! 

No blog post de hoje trazemos alguns motivos para que você se sinta encorajado na hora de buscar oportunidades de carreira para entrar no mercado de trabalho por aqui. Se liga nos benefícios que você, como estudante internacional, pode agregar às empresas australianas:

 

Novos olhares e perspectivas

Ter na empresa colaboradores de diferentes países traz novas perspectivas que ajudam  a impulsionar um negócio.

“Os alunos internacionais trazem perspectivas novas e diferentes para os desafios existentes quando encorajados a compartilhar seus pensamentos e ideias”, afirma o professor Shanton Chang, Reitor Internacional Associado da Escola de Engenharia e TI da Universidade de Melbourne. “Eles tendem a entender que existem diferentes maneiras de fazer as coisas [e que] existem várias perspectivas que se podem adotar na resolução de problemas.”

 

Oskar Santos, da Ducere Business School, concorda:

“Descobrimos que os alunos internacionais trazem uma perspectiva global para o nosso negócio”, diz ele. “Como uma empresa que já opera internacionalmente, mas tem planos de expansão, ser capaz de alavancar através de recursos internos tem sido muito valioso para o crescimento que almejamos no futuro.”

 

Maior criatividade

Acredita-se que Picasso, Handel, Hemingway e Stravinsky criaram seus melhores trabalhos enquanto moravam no exterior. Isso pode acontecer com você também! De fato, estudos indicam que isso é real. Acredita-se que quando você entra em uma nova cultura e é exposto a uma nova maneira de viver, você é encorajado a pensar de uma forma mais criativa para navegar pelas peculiaridades desse novo local. Afinal, você estará completamente fora da sua comfort zone.

A pesquisa Inclusion@Work Index também descobriu que, como membro de uma equipe diversificada, você tem nove vezes mais probabilidade de inovar e cinco vezes mais probabilidade de fornecer excelentes experiências de atendimento ao cliente do que ao fazer parte de equipes não inclusivas. Novamente, isso beneficia você e seus colegas. E esses são os funcionários que as empresas australianas desejam contratar.

 

Habilidades únicas

Os estudantes internacionais possuem habilidades únicas que são ótimas contribuições à maioria dos locais de trabalho. Como os intercambistas geralmente falam dois ou mais idiomas e têm experiência intercultural, eles podem assumir cargos ou posições multilíngues que exigem contato com colaboradores e parceiros de diversas partes do mundo. 

“Os alunos internacionais têm habilidades linguísticas para trabalhar com clientes de diferentes países”, diz o professor Chang. “Isso também inclui a capacidade de ajudar com traduções básicas de materiais internacionais – incluindo atividades como social media e criação de conteúdos ou gerenciamento de sites. As empresas que buscam se expandir globalmente, atendem clientes internacionais e trabalham com equipes no exterior, se beneficiam com a presença de estudantes internacionais em suas organizações”.

 

Mais dinheiro

Um relatório da McKinsey descobriu que organizações com diversidade étnica e racial em suas equipes de gestão tem 33% mais probabilidade de ter retornos financeiros acima da média do setor.

Isso também é mencionado em um outro relatório do Boston Consulting Group, que pesquisou 1.700 organizações em oito países e descobriu que aquelas com diversidade acima da média nas equipes de gerenciamento tinham uma taxa de receita 19% maior do que as empresas com diversidade abaixo da média.

Embora não seja provável que você salte para uma posição de gestão assim que se formar ou que ingressar na empresa, esta é uma boa informação para manter em mente, porque os empregadores pensam sobre os benefícios de longo prazo ao fazer as contratações (e que você pode usar como argumento na hora de justificar por que você deve ser contratado!).

 

Sucesso empresarial

Se você é um indivíduo altamente motivado que está cheio de boas ideias, é provável que só prospere ainda mais em uma empresa internacional.

Nos Estados Unidos, por exemplo, estudos mostram que os trabalhadores imigrantes representam 27,5% de todos os empresários no país, mas representam apenas 13% de toda a população. Este é o caso também em muitos outros países. Qual é o motivo disso? O pesquisador William Kerr diz que os imigrantes simplesmente sabem fazer o trabalho ao qual se dedicam.

“O próprio ato de alguém se mudar para outra parte do mundo, muitas vezes deixando a família para trás, já pode ser uma forma de selecionar aqueles que são muito determinados ou mais tolerantes a correr riscos nos negócios”, diz Kerr.

 

Tanto o professor Chang quanto Santos concordam com essa ideia.

“Muitos estudantes internacionais tiveram sucesso em um ambiente independente, onde tiveram que prosperar sob uma estrutura diferente da que estavam habituados, e isso permitiu algum crescimento e maturidade”, diz o professor Chang.

“Descobri que muitos [estudantes internacionais] assumem riscos”, diz Santos. “Sair de casa e da família para estudar no exterior exige coragem para começar. Particularmente, em muitos casos, quando o inglês também é a segunda língua.”

 

Então, como conquistar a sonhada vaga de trabalho na Austrália?

Já provamos que existem bons motivos para entrar no mercado de trabalho australiano, agora a pergunta é: o que você deve fazer para se preparar?

O professor Chang oferece estes conselhos:

  • Seja voluntário em projetos, faça networking e se envolva com a comunidade em geral. A partir daí, você encontrará oportunidades. Faça isso desde o início de seu curso e mantenha seus estudos em dia, enquanto faz  network com a comunidade e a indústria na qual você quer ingressar. Os empregadores na Austrália frequentemente procuram por profissionais que tenham excelentes habilidades comunicativas, que estejam prontos para começar e que tenham um bom currículo.
  • Compreenda as tendências dos setores em que deseja atuar. Muitos estudantes internacionais são “tecnicamente” competentes, mas têm pouca noção sobre o que a indústria local espera deles. Mesmo assim, todas as informações estão online e nos sites dessas empresas. Os alunos cometem o erro de ouvir informações vindas de ‘amigos’ que muitas vezes ouvem de outros ‘amigos’ em vez de fazer conexões e buscar informações diretamente com as empresas e profissionais que atuam nelas.
  • Crie resiliência. Embora seja verdade que algumas empresas não aceitam estudantes internacionais, há muitas que também aceitam. Os alunos se apegam aos “não” e esquecem que fazer o networking é mais importante, e que existem vários caminhos para o sucesso. O contato direto com a comunidade e players do mercado é particularmente importante na Austrália – o que pode ocorrer inclusive por meio do trabalho voluntário.
  • Ter a capacidade de entender a cultura do trabalho e do cliente no país em que deseja trabalhar. Se os alunos querem trabalhar na Austrália, em um terceiro país ou em seu país de origem, eles precisam acompanhar como é a cultura nesses locais e se adaptar a ela.

 

E quando se trata de escolher uma empresa para trabalhar? Santos diz que você deve canalizar para o que te motiva. “Encontre uma empresa com uma visão que inspire você”, diz ele. “Sempre será mais fácil em uma entrevista de emprego ou ao escrever uma carta de apresentação se você puder realmente dizer que está inspirado e alinhado com a visão da empresa e for capaz de articular isso bem.”

 

Partiu buscar empregos por aqui? Se você estiver procurando ou se candidatando a empregos, certifique-se de verificar toda semana a nossa job list com vagas fresquinhas. Basta clicar aqui.  Agora se você quer saber sobre as carreiras e cursos que estão em alta aqui na Austrália, não deixe de conferir a nossa série de posts sobre o assunto. 

Foco, determinação e boa sorte na busca!

 

Texto traduzido livremente pela 360 Degree Agency. Clique aqui para acessar o conteúdo original (em inglês) produzido por Insider Guides.

Photo by Marvin Meyer